Esportes

Reunião entre Federação e clubes esboça possível mudança no regulamento do Estadual 2018

Fonte: Assessoria de Imprensa FFMS em 05 de Outubro de 2017

A reunião aconteceu na manhã dessa quinta-feira na sede da Federação.

Divulgação/FFMS

O Presidente da Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul Francisco Cezário de Oliveira e o Vice-Presidente Marco Antonio Tavares, estiveram reunidos com oito dos dez dirigentes dos clubes remanescentes da série A 2017 na sede da FFMS na manhã desta quinta-feira(05).

Em pauta foi tratado a adequação das datas do Estadual 2018 no calendário divulgado pela CBF na última semana. Houve redução no calendário dos Estaduais de 98 para 84 dias devido a Copa do Mundo.

Foi discutido também uma possível mudança no formato da competição que após dois anos, poderá ter nova fórmula de disputa. Apenas Sete de Setembro e Naviraiense não enviaram representantes.

A edição 2018 terá 12 clubes e na 1ª fase seria dividido em três grupos com 4 equipes em cada. As equipes jogariam em turno e returno dentro de cada grupo.

Os dois primeiros colocados mais os dois melhores terceiros colocados, se classificariam para a 2ª fase. O último de cada grupo disputaria um triangular contra o rebaixamento.

Na 2ª fase, as oito equipes seriam divididas em dois grupos com quatro em cada jogando em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo avançariam para a semifinal em mata-mata e depois para a decisão.

Na luta contra o rebaixamento, os últimos se enfrentariam em turno e returno e o campeão do Torneio da Morte escaparia da degola.

Estádios
O Coordenador de Competições Marco Antonio Tavares informou aos clubes sobre a comunicação do Ministério Público Estadual do prazo da Promotoria para liberação dos estádios

Os Promotores tem 60 dias a contar da data do recebimento dos laudos para liberar ou não os estádios.

Com isso, ficará impossível liberações na forma de TAC ou um dia antes da competição iniciar como ocorrido em anos anteriores.

O Arbitral do Estadual 2018 será dia 15 de novembro onde os clubes deverão definir o formato da competição e entregar os laudos dos seus estádio para serem encaminhados ao Ministério Público.